domingo, 26 de março de 2017

Pesquisa: Quem Mantém Filho Católico é o Pai, não a Mãe


Que pesquisa interessante. Lembrei de vários amigos que abandonaram a Igreja, mas têm mães muito católicas.

A pesquisa, para mim, tem quatro mensagens:

- A Igreja precisa muito de pais para manter a fé de seus filhos. Os pais são os mais responsáveis pela eternidade da fé;

- Para homens, observem a responsabilidade de vocês sobre a alma dos filhos;

- Para mulheres, se vocês querem seus filhos católicos procurem homens bem católicos.

- Claro que a presença do pai não é tudo, há santos que seguiram a Igreja contra a vontade de seus pais e outros que seguiram a Igreja pelo apoio dado pelas mães, mas a ausência dele na vida das crianças pode explicar muito o mundo de hoje;

A pesquisa foi feita pelo governo da Suiça e publicada em 2000, foi assunto no site Christian Post em 2011, e novamente ressaltada no site Roman Catholic Man.

Vejamos um resumo dos resultados da pesquisa:

1) Não importa quão devota é a mãe, se o pai não frequenta a Igreja, apenas 1 criança em 50 será um fiel que vai à Igreja regularmente;

2) Se o pai vai regularmente à Igreja, não importa se a mãe frequenta ou não a Igreja, entre 2/3 e 3/4 dos filhos serão fiéis que vão a Igreja.

3) É o Pai que explica o mundo para as crianças, por isso, se ele vai a Igreja esse é o mundo que deve ser seguido. A mãe explica a vida doméstica.

4) Se o Pai leva a fé em Deus a sério, então a mensagem para os filhos é que eles devem levar Deus a sério;

5) Se ambos, pais e mães, vão a Igreja regularmente 33% dos filhos irão regularmente e 41% irão de forma irregular, apenas 25% não serão praticantes;

6) Se o pai é um praticante irregular e a mãe é fiel regular, apenas 3% das crianças serão praticantes regulares, 59% serão irregulares e 38% abandonarão a Igreja. Isso mesmo, a mãe fiel não consegue manter a fé dos filhos.

7) Se o pai não vai na Igreja e a mãe é fiel regular, apenas 2% dos filhos serão fiéis regulares, 37% serão irregulares e 60% deixarão a Igreja. O pai não sendo nem fiel irregular, enfraquece ainda mais a força da mãe em manter a fé dos filhos.

8) Agora, se o pai é fiel regular e a mãe for irregular ou  não praticante, 38% das crianças serão regulares, se a mãe for irregular, e 44% se a mãe for não praticante. Isso mesmo, não interessa a posição da mãe, basta o pai ser fiel regular e a fé dos filhos está muito mais garantida.

9) Não há substituto para o pai, em matéria de compromisso com a fé.

O site Roman Catholic Man reforça a importância dos pais com um discurso do bispo Thomas Olmsted de Phoenix, nos Estados Unidos. O bispo faz uma linda exortação aos homens de fé.

A exortação se chama Into the Breach, o site colocou um trecho, vejamos:

"Men, do not hesitate to engage in the battle that is raging around you, the battle that is wounding our children and families, the battle that is distorting the dignity of both women and men. This battle is often hidden, but the battle is real. It is primarily spiritual, but it is progressively killing the remaining Christian ethos in our society and culture, and even in our own homes.
The world is under attack by Satan, as our Lord said it would be (1 Peter 5:8-14). This battle is occurring in the Church herself, and the devastation is all too evident. Since AD 2000, 14 million Catholics have left the faith, parish religious education of children has dropped by 24%, Catholic school attendance has dropped by 19%, infant baptism has dropped by 28%, adult baptism has dropped by 31%, and sacramental Catholic marriages have dropped by 41%. This is a serious breach, a gaping hole in Christ’s battle lines …
One of the key reasons that the Church is faltering under the attacks of Satan is that many Catholic men have not been willing to “step into the breach” – to fill this gap that lies open and vulnerable to further attack. A large number have left the faith, and many who remain “Catholic” practice the faith timidly and are only minimally committed to passing the faith on to their children. Recent research shows that large numbers of young Catholic men are leaving the faith to become “nones” – men who have no religious affiliation. The growing losses of young Catholic men will have a devastating impact on the Church in America in the coming decades, as older men pass away and young men fail to remain and marry in the Church, accelerating the losses that have already occurred.
These facts are devastating. As our fathers, brothers, uncles, sons, and friends fall away from the Church, they fall deeper and deeper into sin, breaking their bonds with God and leaving them vulnerable to the fires of Hell. While we know that Christ welcomes back every repentant sinner, the truth is that large numbers of Catholic men are failing to keep the promises they made at their children’s baptisms – promises to bring them to Christ and to raise them in the faith of the Church.
This crisis is evident in the discouragement and disengagement of Catholic men like you and me. In fact, this is precisely why I believe this Exhortation is needed, and it is also the reason for my hope, for God constantly overcomes evil with good. The joy of the Gospel is stronger than the sadness wrought by sin! A throw-away culture cannot withstand the new life and light that constantly radiates from Christ. So I call upon you to open your minds and hearts to Him, the Savior who strengthens you to step into the breach!"


7 comentários:

Anônimo disse...

Isso explica a guerra.cultural contra a masculinidade e a paternidade. Quanto mais feminismo, pior se torna a sociedade: Mais violência, mais drogas e alcoolismo, mais consumo de antidepressivos. Incrível.

flavio disse...

Prá se subjugar uma nação, basta tornar os homens viciados em porcarias, afeminados, eliminar a figura paterna e dar o poder as femeas. Aí prá completar os deixe desarmados e ouvindo funk, pagode e sertanejo universitário. Resultado?

Anônimo disse...

Post muito legal. Obrigado amigo!
Boa semana.

Gustavo.

Pedro Erik disse...

Obrigado, Gustavo, Flávio e o ilustre comentador acima.
Abraço,
Pedro

Anônimo disse...

"Caring for the sacred gift of all human life, from conception to death, is the best way of preventing every type of violence."

Tweet de hoje do Papa Francisco. :)


Grande abraço,

Jonas

RICARDO LIMA disse...

Os pais seriam para os filhos, simbolicamente, como o farol que aponta para o caminho a ser seguido.

Belo texto, Pedro. :)

Pedro Erik disse...

Obrigado, meu amigo.
Abraço,
Pedro